Risqué, Suflê de Goiaba

Olá flores!!!!

Vim fazer uma resenha do último esmalte que eu usei porque o atual já não é mais esse….

Gosto de falar um pouco sobre o esmalte que usei por isso eu espero tirar para poder contar para vocês sobre a cor a duração e a sensação que causou na unha.

Eu faço as unhas da mão em casa porque se formos pensar nos gastos com o preço que pago na manicure eu compro esmaltes mais acetona, algodão, palito, o alicate é um pouco mais caro mas é essencial, e faço as unhas das minhas mãos tranquilamente.

A risqué é uma marca nacional que eu considero boa se pensarmos no custo benefício, custa em média R$1,75 a 3,50 dura como tem durado todos.
DSCN1721
O Suflê de Goiaba é metálico, mentira porque considero metálico algo com cor de metal, no máximo eu diria que é um esmalte cremoso com reflexos e brilhinhos dourados. Rosa com fundo vermelho e reflexos dourados, é uma cor bonita, comum,  que não dá para errar.

DSCN1723

Quanto a duração da Risqué nas unhas é uma coisa que tem me decepcionado muito, não só a Risqué acho que todas as marcas nacionais de uma certa forma tem pecado quanto a duração do esmalte.

Eu uso um extra brilho que é da Risqué também e o esmalte dura sem lascar e sem retoques 3 dias, sem a camada transparente 2 dias, depois começa a lascar e você precisa ficar aplicando no canto das unhas. Ele é bem cremoso e grossinho talvez por isso que dure os três dias sem encher a paciência.

No geral eu gostei bastante dele, mas o que essas marcas populares precisam entender é que não somos bobas e queremos um produto que dure nas unhas porque passar acetona a cada 2 dias resseca a cutícula e a pele da mão…

Preço médio : R$ 3,20.

Próxima resenha: Ana Rickmann Fashion, cor Vintage.

 

Anúncios

Sobre Modices de bebé - moda sem preconceito e com todo o estilo

email:modicesbebe@hotmail.com Estudante de Direito, aficionada em moda (consumista por consequência), descontente das lojas de departamento que cismam que um tamanho gg é para moças m´s,adoradora de poetas como Fernando Pessoa e Luis Vaz de Camões, amante de literatura inglesa e colunista do blog beleza sem tamanho.
Esse post foi publicado em esmalte e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s